sábado, 27 de outubro de 2007

Dança: paixão em movimento...

Por Liana Carolina


Quem dança se apaixona e não quer mais parar!
Os motivos são vários, que vão desde a alegria e prazer que a dança proporciona, até a mudança de vida, passando pelo ganho de novas amizades, qualidade e estilo de vida, auto-estima, diversão, trabalho... enfim, são inúmeros os motivos e benefícios.
E melhor ainda, a dança contagia! Prova disso, é o número de escolas de dança que aumentam a cada dia no país. As escolas que já existem estão cheias, os profissionais da área são cada vez mais reconhecidos, casas de dança lotam sem parar...
A mídia tem ajudado a influenciar esse crescimento com o interesse à dança, com a "Dança dos Famosos" do programa do Faustão na rede Globo, por exemplo. Quando pessoas comuns vêem na televisão um artista que nunca dançou antes dando show no palco, além dos depoimentos positivos que eles passam, pensa: "por que eu também não posso?" Aí, corre até uma escola de dança.
E quando percebe, está no mundinho da dança, convivendo com pessoas que dançam, falando quase que só de dança, de música, onde sair para dançar... isto é, respirando dança!
Outro motivo que faz as pessoas quererem dançar é o gasto calórico, isto é, a preocupação com o corpo, já que dançar queima muitas calorias e de uma forma muito mais prazerosa do que correr numa esteira na academia de ginástica. Além da liberação de endorfina, substância produzida pelo cérebro durante as atividades físicas que causa a sensação de bem estar e alívio do stress. É até recomendado em casos de depressão leve.
Pessoas que dançam são com certeza mais felizes, alegres, de bem com a vida e cheia de amigos! Isso quando não arrumam até casamento, o que é muito comum.
Nós brasileiros somos, digamos, abençoados, pois somos conhecidos mundo afora como um país cheio de ritmos, de ginga, como muitos dizem. A variedade de estilos musicais, a alegria, criatividade e a facilidade que nós temos para "requebrar" é muito especial e felizmente sabemos tirar proveito disto!
É bonito ver que em cada região do país há um ritmo específico, a dança tem forte impacto na cultura brasileira, vai além dos internacionalmente conhecidos samba e frevo, também vai além do forró, axé, funk, maracatu, lambada, calipso... sempre surgem novos estilos. Isso sem falar no toque especial que damos ao ritmos internacionais, que se torna como um sotaque aos olhos estrangeiros. Cito como exemplo a salsa que se dança aqui no Brasil, que tem uma batida, ou mixagem toda especial e com o zouk, que a gente dança qualquer música que tenha as três batidas. Duvido que em outros países aconteça o mesmo.

Espero que ao ler este pequeno texto você tenha se identificado com alguns dos motivos que expus, ou tenha pensado em outros, ou no seu de coração, pois para cada um a dança tem uma representação ou importância, por isso, não importa o ritmo, não importa onde, como... o que importa é dançar e não ficar parado hein!
Beijos, beijos.

Um comentário:

marcelozouk disse...

Adorei seu blog tem inforamção e
dicas de lugares que toca zouk, mas
infelismente as pessoas do zouk não
é unido no show do Kaysha no Cariocaclub tinha meia duzia de zoukeiros espero que um dia as pessoas que danção tenha a conciência do que é a música zouk.
Beijos...